nuves
Diferentes Fases do Apoio Prestado

As diferentes fases do apoio prestado por estas equipas são:

 

- Sinalização;

- A equipa realiza primeiro contacto com a família e define um responsável de caso;

- Realização da avaliação da criança de acordo com a problemática, bem como um levantamento das necessidades e prioridades da família;

- Elaboração da Entrevista Baseada nas Rotinas (EBR);

- Elaboração do Plano Individual de Intervenção Precoce (PIIP);

- Intervenção nos contextos adequados de acordo com a Intervenção traçada.

 

Intervir o mais precocemente possível em crianças portadoras de deficiência e/ou em risco de atraso de desenvolvimento e apoiar as famílias no sentido de desenvolverem a sua autonomia, são os primordiais objetivos da nossa intervenção. A nossa intervenção realiza – se juntos das famílias, junto da criança, no domicílio, nas creches, nas amas, nos jardins-de-infância, ou noutros locais em articulação com diferentes serviços da Comunidade e com serviços especializados.

 
Intervenção com a Familia

-Visitas Domiciliárias

 

- Atendimento no Centro de Saúde ou na Associação Terra Mãe

 

- Reuniões de avaliação das crianças e da sua situação familiar e educativa (Técnicos IP., Ed. Titular de sala e familiares da criança, entre outros técnicos)

 

- Outros contactos e reuniões com as famílias das crianças

 
Pressupostos da Equipa

- Filosofia do modelo centrado na família;

 

- As necessidades das crianças só podem ser devidamente avaliadas e interpretadas no contexto familiar e social;

 

- A intervenção contempla prioritariamente os interesses e as rotinas individuais, familiares e comunitárias de cada criança;

 

- Princípios da inclusão e da normalização;

 

- A Equipa de primeiro contacto com a família faz a apresentação do serviço e das suas metodologias, assim como os primeiros levantamentos das necessidades dos pais perante a criança, na perspectiva dos pais e dos técnicos.

 

- Posteriormente, será nomeado o Responsável de Caso, que com a família discutirá as estratégias, objectivos e locais de intervenção;

 

- A intervenção em cada criança/família será assumida prioritariamente, pelo Responsável de Caso, que será assim o técnico com uma relação privilegiada na família ou o mais conhecedor da problemática da criança;

 

- A Equipa tem o dever de privilegiar a estreita parceria e coordenação com as demais instituições intervenientes na sua área de actuação.

 
Intervenção com a Comunidade

• Contactos com estabelecimentos de educação no sentido de integrar algumas crianças;

 

• Encaminhamento para consultas (protocolo com consultas de ORL, Estomatologia, Oftalmologia e Consulta de Desenvolvimento);

 

• Articulação com:

• Camara Municipal de Viana do Alentejo

• Segurança Social

• Centro de Emprego

• Juntas de Freguesia

• Associações Locais

 
< Página 2/2